681818171876702
Loading...

Um bate-papo mediúnico com Alan Kardec

Marcelo Lemos

Era conhecido como “o Tisbita”, e exerceu o ministério profético nos dias do Rei Acabe, aproximadamente uns 8 séculos antes do nascimento do Cristo, o Redentor que tanto esperou em vida. Hoje, várias centenas de anos depois da Promessa cumprida, do Verbo feito carne, e da cruz redentora, ele ouviria histórias que o fariam rir, e talvez fizesse uso de seu afiado sarcasmo, como fez aos videntes de Baal, no Carmelo. 

Quem sabe se, dia desses, caminhando pelos Jardins do Paraíso, não tenha ouvido, de algum recém-chegado, certas histórias engraçadas, como a daqueles que andam questionando se ele foi abduzido por um disco voador, já que o relato de uma “carruagem de fogo” não parece muito crível para o homem contemporâneo. “Estes são mais cômicos que os videntes de Baal, acreditam nas fábulas de Mulder, mas duvidam de um Deus criador capaz de fazer milagres!”, zombaria o profeta. 

Oh, não! Não estou dizendo que a TV a cabo do céu retransmita X-Files; é só um exercício de imaginação senhores!

Ainda num esforço imaginativo, podemos tentar descrever um diálogo entre Elias, o profeta, e Allan Kardec, o codificador da Doutrina Espírita.

“Na sua opinião, o que leva os cristãos modernos a rejeitarem a idéia de que você se reencarnou em João, o Batizador?”.

Nem os cristãos modernos, nem os antigos, jamais acreditaram do contrário – começaria Elias, o profeta. Primeiro, que a tese reencarnacionista contradiz o Evangelho; segundo, que também contradiz as leis mais elementares da lógica. Senão, vejamos: quando o senhor escreveu o “Evangelho Segundo o Espiritismo”, redefiniu conceitos básicos do Evangelho, como a Expiação, explicando-a como esforço humano para se auto redimir, por meio das obras e de sucessiva reencarnações. Como poderiam os cristãos aceitarem que tal doutrina se denomine “Evangelho”, se a Boa Nova trazida por Cristo é justamente a Graça?

Segundo a Escritura – continuaria o profeta; Deus revelou-se ao homem, em Cristo, no Verbo que se fez carne, habitou entre os homens, e padeceu pelos nossos pecados. Eis o Evangelho na definição dos cristãos primitivos: “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; sendo justificados gratuitamente pela sua Graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pelos pecados dantes cometidos” (ROMANOS 3.23-25). Não é o homem que redime-se a si mesmo, mas Deus.

Ademais, não há motivos para os cristãos compactuarem com uma doutrina que, além de anti-cristã, não consegue subsistir ao crivo lógico da “não contradição interna”. Qualquer cosmovisão que contradiga a si mesma é, por definição, falsa. Que é a reencarnação, uma dádiva, ou uma pena? Se é dádiva, como pode ser pena?; Ou, do contrário, como pode ser pena se é uma dádiva? Numa terceira opção, poderíamos defini-la como “dádiva e pena”? Neste caso, porque os Espíritas fariam algo para melhorar sua própria vida, e a vida dos outros? Será por isso que, apesar de milhões de anos reencarnando, a humanidade só degenera, posto que os espíritas vivem interferindo na “dádiva” e na “pena”, impedindo o aperfeiçoamento? “

Acontece que o próprio Cristo afirmou que você, Elias, reencarnou em João, o Batizador...”.

De modo algum; ignorando o contexto, até mesmo os seguidores de Maomé identificam seu querido profeta como sendo o Consolador prometido, todavia, respeitando a linguagem das Escrituras, toda escuridão é dissipada. “E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus, e irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos”, anunciou o anjo a Zacarias, pai de João (S. LUCAS 1.16,17). O anjo não diz que 'Batista' seria o 'espírito de Elias' numa nova encarnação, mas sim, que 'Batista' exerceria seu ministério “no espírito e na virtude de Elias”. Não há qualquer ministério nas palavras do anjo, ao menos, não para aqueles que conhecem a forma de se expressar utilizada na Bíblia Sagrada.

Podemos voltar 800 anos antes do nascimento de 'Batista', afim de nos encontrarmos com Eliseu, que sucedeu a mim, Elias, no ministério profético daqueles dias.

Aconteceu que, sendo por mim avisado da minha iminente partida, eis que Eliseu me faz uma audacioso pedido: “Peço-te que haja porção dobrada do teu espírito sobre mim” (II Reis 2.9). Quando fui levado aos céus, a unção profética que havia sobre mim foi dada a Eliseu, simbolizado pelo manto que lhe entreguei. Ora, Eliseu não pretendia que eu reencarnasse nele, ou coisa parecida, mas sim, que lhe ungisse para ser meu sucessor, meu herdeiro; daí ter usado a expressão “porção dobrada”, que refere-se a herança dos primogênitos (Deuteronômio 21.7).

João, o 'Batista', herdou esta mesma autoridade, este mesmo ministério, por isso dele o anjo afirma, “irá diante dele (do Senhor) no espírito e na virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto” (S. LUCAS 1.17). Afirmar o dogma da reencarnação aqui é ignorar a linguagem da própria Escritura.

“Mas, Cristo afirma que Batista era Elias, com todas as letras em Mateus 17. 11-13”.

Sim, Cristo diz que 'Batista' era o Elias que os judeus esperavam vir, mas não diz nada sobre Elias ter reencarnado como 'Batista'. Novamente é preciso atentar para a linguagem das Escrituras.

O argumento dos líderes religiosos daquele tempo era o seguinte: como pode este galileo ser o Messias, se o profeta Malaquias profetizou que antes dele viria Elias preparando o caminho?! Jesus, contudo, sabia que eles estavam cegos, e não compreendiam que o ministério de Elias já havia estado entre eles; por isso, no capítulo 11.14, ele diz: “E, se quereis dar crédito, é este o Elias que haveria de vir”. Aqueles líderes queriam ver o Elias literal, ressuscitado dentre os mortos. Batista não era o Elias literal, mas era o Elias que haveria de vir, ou seja, alguém com a mesma autoridade profética.

Além disso, o episódio bíblico conhecido como Monte da Transfiguração, comprova que Elias e Batista são personalidades distintas. Eu, Elias, vivi 800 anos antes de Cristo nascer, e Batista nasceu alguns meses antes da Virgem dar a luz, morrendo algumas décadas depois. No entanto, na Transfiguração, Jesus conversa com dois personagens, que os discípulos reconhecem como sendo Moisés e eu, Elias. Sendo que, de acordo com a Tese Reencarnacionista, evoluímos a cada nova encarnação, e posto que Cristo apontou 'Batista' como sendo “o maior já nascido de mulher” (S. MATEUS 11.11), é impossível que depois de morrer 'Batista' tenha regredido a 'Elias' e aparecido a Jesus!

A morte de 'Batista' também é de grande significado. De acordo com o Espiritismo, as penas que sofremos nesse mundo são para pagar os erros da vida anterior; é justamente por meio de tais penas (expiações) que nós evoluímos até atingirmos a perfeição. Como pode ser, então, que eu, Elias, anterior a 'Batista', e portanto, menos evoluído que ele (na ótica reencarnacionista), tenha tido uma vida melhor e mais miraculosa que a de João, o Batista?! Como pode o primeiro, 'menos evoluído', ter tido uma “passagem para o além” tão sublime, ao contrário do que ocorreu ao segundo? Ao invés de evoluir, Batista regrediu? Como disse, senhor Kardec, sua teoria não resiste a si mesma!

“Então, como você avalia o enorme bem que minha doutrina faz a humanidade?”.

Avalio da melhor forma possível. Fazer o bem temporal é algo de grande valor, mas não é suficiente, levemos em consideração que o homem estará eternamente condenado se basear sua fé numa doutrina enganosa. Qualquer religião que não seja a de Cristo, é heresia de perdição. E não há bem temporal que feito a alguém que diminua-lhe a danação eterna.

Além disso, se o bem que você realiza é bem sucedido, antes de comprovar a veracidade da sua religião, confirma a veracidade do Cristo, pois é dele que vem a sua inspiração. O bem que Cristo ensinou, vocês seguem, logo, vocês confirmam que Ele é a verdade; mas a teologia que Ele deixou, vocês reinterpretaram, isso prova que em vocês não há a Verdade – e o bem que fazem, como disse, aprenderam d'Ele! Assim, mesmo negando a teologia do Mestre, confirma que o Mestre é a Verdade!

“Como pode ser essa coisa de não ensinarmos a Religião de Cristo, sendo que fazem o bem que o Mestre ensinou?”

Muito simples: Cristo não nos ensinou apenas como nos relacionarmos uns com os outros, nos deixando mandamentos sobre amor, caridade e fraternidade; Ele também ensinou os homens a se relacionarem com Deus – e nisso vocês o rejeitam, deturpando seus ensinamentos.

Por exemplo, um Catecismo Espírita, escrito por um de seus discípulos, diz: “A dor, as humilhações, os reveses, as enfermidades, o trabalho e o estudo são as provas e as expiações com as quais compramos nossa felicidade futura. Com as expiações nós liquidamos nossos erros passados, satisfazendo assim a Justiça Divina” (RIGONATTI, Eliseu; 53 Lições de Catecismo Espírita).

Esta não é a Salvação ensinada pelo Cristo: “E, como Moisés levantou a serpente do deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que n'Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tão maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que n'Ele crê não pereça mas tenha a vida eterna” (S. JOÃO 3.14-16).

E foi dessa salvação, por amor e graça, que tanto eu, Elias, quanto todos os demais profetas, falamos: “O vós, todos os que tendes sede, vinde as águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite” (ISAÍAS 55.1). Eis, portanto, a salvação realmente ensinada pelo Cristo: “E no último dia, o grande dia da festa, Jesus colocou-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Aquele que cre em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre!” (S. JOÃO 7.37,38)



Marcelo Lemos é colaborador de Genizah




religião 7775359903183285697

Postar um comentário

  1. Pois é quem tem boca fala o que quer. O "Povo de Deus"perde mais tempo tentando massacrar alguem ja morto, do que tentando ajudar quem ainda esta vivo.
    Porque tanta ansiedade em provar alguma coisa?Pra que tanta repulsa pelo que se quer podem provar ser verdade?
    Não da pra entender, tanto se fala na igreja sobre o julgamento hipocrita e no entanto ele é praticado todos os dias.
    Então atirem suas pedras, matem o fariseu e provem que são cruzados de verdade.
    Para que tentar, veja bem, eu digo tentar, destruir uma doutrina que ajuda as pessoas? Porque não olham para dentro de seus "templos" sultuosos e realmente tentam descobrir a verdade? Num outro post um irmão postou 2 cor V11.14 eu peço que leia um versiculo acima e descubra o que esta acontecendo. SATANÁS ja esta no meio da igreja e ninguem se da conta. Vejo isso frequentemente, aqui mesmo. SARAH SHEVA,UNÇÃO disso, unção daquilo....
    Realmente eu não entendo para que se prezam a fazer tais coisas.....

    PAZ

    ResponderExcluir
  2. Ótima colocação contra o espiritismo,realmente Elias o profeta seria contra a doutrina espírita,eu não sei se ele teria uma forma de refutação assim,mais teologicamente moderna,mas com certeza o profeta Elias iria deixar Alan Kardec no chão!!

    ResponderExcluir
  3. O Chacal tem uma missão, defender o espiritismo que se refere a Jesus em seus últimos remendos, mas so como se fosse coadjuvante e nunca Senhor e Salvador que morreu por nossos pecados, alias para eles isso é loucura. Funciona assim, a doutrina espírita é como se fosse uma imensa colcha toda remendada, os remendos são tentativas de tapar "furos", ou seja doutrinas internas que se auto destroem ou se contradizem mutuamente, pois quando são questionados a respeito de determinadas doutrinas eles rasgam um pedaço da colcha em outro local e com esse pedaço remendam o buraco, mas com isso de onde eles retiraram o pedaço fica outro buraco descoberto até que alguém note e questione, aí o processo se repete. Algum dia não vai ficar nenhum ponto dessa colcha sem remendo.
    Por exemplo: Sobre a aparição de Elias e Moisés na transfiguração eles produziram uma doutrina com nome esquisito e dizem ser ela a responsável por essa aparição de Elias na forma original (sem ser na de João Batista). Só que se engasgam quando lembramos (a eles) que Elias não morreu (foi arrebatado e levado vivo) e aí eles bolam novo remendo e dão um nome escunlhabótico (invenção com muita maionese estragada. E ainda chamam de "doutrina científica").

    ResponderExcluir
  4. É um verdadeiro vale-tudo para negar a Verdade do Evangelho com outro pseudo evangelho.
    Kardec, que alias, nem é o seu nome e sim Hippolyte Léon Denizard Rivail, um professor de historia obscuro, que nem sequer é lido ou lembrado na França. Reuniu vários escritos de temas ocultistas e de bruxaria e fez uma salada num caldeirão dos infernos tentando produzir algo diferente para sair do ostracismo e anonimato, o que não deu certo, pelo menos na França.
    Nos seus escritos iniciais, Jesus nem sequer é mencionado como real, apos algumas edições Ele foi colocado como coadjuvante (mestre, profeta, professor, um exemplo, etc) nunca como Salvador e Redentor, Deus então... Loucura total pra eles.
    Jesus jamais falou que ele era um dos caminhos, e sim que era o ÚNICO CAMINHO. Quanto aos outros: "Todos quanto vieram antes de mim, são LADRÕES E SALTEADORES...". O principal plano maligno é roubar a HONRA E GLÓRIA que só pertencem a ELE. E nós NÃO MERECEMOS COISA ALGUMA, somos alcançados pela GRAÇA DE DEUS (*FAVOR IMERECIDO).

    Uma das últimas tentativas na América foi de mesclar a Graça com o espiritismo, e ao que parece a coisa desandou e voltaram atrás.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E no entanto o Espiritismo continua a crescer para o seu desespero.

      Excluir
  5. Gilson a cada post seu eu me supreendo...
    Vc é militar, e supostamente com muitos diplomas certo. Então para que aterrorizar qquem não conhece nada do assunto? Você ja estudou o tema que vc aborda com tanta furia?Ja tentou provar alguma coisa do que diz?
    Bruxaria, Ocultismo? Cara vc tem um problema sérissimo!!!
    Suas acusações contra o Espiritismo se baseiam apenas no que você ouve falar, nunca vi você postar fonte de nada "OFICIAL E FIDEDIGNO" Não adianta postar o link do site da Joana das Coves por isso não tem credibilidade.
    Ninguem esta negando verdade nenhuma e a unica pessoa que inventa as verdades aqui é vc com suas declarações anti-semitas.
    No seu perfil diz: Expandir o Reino de Deus, Testemunhar de Jesus como Deus verdadeiro, Levar almas a Cristo, Agora me responde uma coisa: Como vc pretende fazer tudo isso? Com esse terror pesicologico?

    Fica em paz

    ResponderExcluir
  6. Chacal, na otima do Espiritismo, defender a Fe Crista eh sinonimo de "terror psicologico"? Ta de brincadeira, ne?

    Veja, com todo respeito, ate agora o amigo apenas esperneou, mas nao apresentou um unico argumento contra o meu texto, ou contra o comentario feito pelo outro irmao.

    ResponderExcluir
  7. A proposta do evangelho não é só anunciar as boas novas de salvação e amor, mas também pôr à prova a base de nossa fé; se ela, realmente, condiz com a sã doutrina deixada por Cristo e pelos apóstolos. Pois, como diz as próprias Escrituras, quem nos anunciar um "outro evangelho" seja anátema. Então, o evangelho também possui a função de nos confrontar: estamos vivendo segundo os mandamentos de Deus ou das vãs filosofias de homens...????
    O problema é que os espíritas creem na bíblia naquilo que convém a eles (detupando-a de forma absurda), assim quando são levados a uma interpretação que requer rigor exegético e hermenêutico não tem como se defenderem. Para eles, as escrituras não contém a verdade absoluta, acreditam que é um livro resumido, a ponta do iceberg. Nâo acreditam na infabilidade da Palavra de Deus... Na verdade é tanta presunção travestida de humildade,mas facilmente refutada por aqueles que conhecem a base tanto do velho como do novo testamento...
    Enfim, só cabe espernear mesmo pra quem não tem o que dizer! E fazer chantagem emocional, tentando nos deixar nos sentindo culpados...
    Meu amigo Chacal, você já ouvir falar em"apologética"? Vou explicar! É a defesa da doutrina cristocêntrica, fundamentada nas Escrituras, na sã doutrina!!!
    Pra terminar, TUDO O QUE ESTAMOS DIZENDO É ISSO:
    SOLI DEO GLORA

    ResponderExcluir
  8. Caraca, essa foi a "semana espírita" do Genizah. Espero que voltem logo à sua programação normal. Hehehe...

    ResponderExcluir
  9. Um dos temas centrais do espiritismo cardecista é negar a todo custo que tenha havido a RESSURREIÇÃO DE CRISTO. Vejamos, sem ressurreição de Cristo, todas suas promessas cairiam por terra (1Co 15)e a nossa fé seria vã, e não passaria de simples filosofia barata muitissimo pior que o espiritismo com suas reencarnações sucessivas, onde o (teorico) reencarnado não lembra nada da suposta "vida anterior" e como então poderia mudar algum erro cometido? A humanidade só cresce em degradação, imoralidade e falta de amor. Onde então está a suposta "evolução espiritual" dos espíritas que zombam da Graça de Cristo e querem ser respeitados em suas teorias furadas?
    Se pudessem negariam até mesmo o Jesus histórico como se jamais tivesse existido já que a sua existência histórica já é uma grande pedra no sapato deles. Ah, sim chacal (esse bicho não come carniça?) Jesus é a reencarnação de quem? E a matemática (habitantes na terra) dos nascimentos maiores que mortes (crescimento populacional geométrico). De onde vem os "espíritos extras"? (e coloca extras nisso). Já sei voces inventaram novo remendo com um nome esquisito... Para tapar mais esse buraco da colcha de retalhos.

    ResponderExcluir
  10. Que espírita é esse chacal que não sabe que Kardec bebeu das fontes da Teosofia?

    Na Teosofia a magia (bruxaria, pra colocar num palavreado comum) é regra, e deve ser praticada mediante vários conceitos.

    Pior que crítica besta, é crítica de quem não sabe o que diz.

    ResponderExcluir
  11. Não ha o que discutir, vcs estão certos. O que vou fazer. Sou Herege sim, Graças a Deus!!!

    Eu trabalho, e tenho outras coisas para fazer da minha vida, ao contrario de vocês que ao que parece vivem disso.

    PAZ

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Caro Rodrigo Alves;
    Pior que critica besta é um comentario de quem acha que entende alguma coisa.

    O espiritismo é um conjunto de doutrinas espiritualistas que acreditam na possibilidade de comunicação com os espíritos através de médiuns. O termo também se refere ao culto religioso que pratica esta doutrina.

    A Teosofia é um corpo de conhecimento que sintetiza Filosofia, Religião e Ciência. Tanto hoje como na antiguidade, a Teosofia se constitui na sabedoria universal e eterna presente nas grandes religiões, filosofias e nas principais ciências da humanidade,[1] e pode ser encontrada na raiz ou origem, em maior ou menor grau, dos diversos sistemas de crenças ao longo da história.

    A teosofia foi apresentada ao mundo moderno por Helena Blavatsky, no final do século XIX, e desde então vem sendo divulgada por teosofistas em diversos países . Com seu caráter interdisciplinar, a teosofia proporciona uma ponte entre as diversas culturas e tradições religiosas. Segundo Blavatsky, “Teosofia é conhecimento divino ou ciência divina.”

    Nada tem a ver Bruxaria com o que vc disse, o espiritismo não realiza rituais, ou oferendas. Ja alguns cultos evangélicos praticam esses rituais, a saber; correntes, ungentos, paezinhos etc...
    Para de falar besteira que vc se queima.

    ResponderExcluir
  14. Caro Marcelo Lemos;
    Eis sua resposta;

    Pergunta 1
    R: Como tão eloqüentemente o “inventor” desta historinha fez questão de exaltar a “não contradição interna”, venho aqui fazer uma pergunta para este Elias: Se Deus é somente amor e estamos todos salvos e redimidos pela graça do próprio Deus e pelo sangue do seu filho unigênito, qual a Lógica de termos ainda que aceitar Jesus para sermos salvos alem de se submeter a um ritual (que beira o paganismo) de batismo pára sermos salvos? Não seria isso uma contradição do que o próprio Deus prometeu?Na Biblia, em nenhum momento Deus diz: OK, estão salvos com a condição de que todos terão que aceitar Jesus como único senhor e salvador.Isso não contraria o que Deus mesmo disse quando determina que cada pessoa será Julgada de acordo com o seu caráter (obras) Jeremias 32:19
    Cara se você tenta-se abrir mais sua mente veria um plano verdadeiramente maior, veja a reencarnação não é dádiva e nem pena, é uma oportunidade. Reencarnar não é um premio, é uma necessidade de cada um. Ora veja a vida como uma escola, se você vai mal em algum estagio dos seus estudos, e fizer a prova final e não passar, você terá que voltar novamente para fazer não é? Então este suposto Elias perguntaria: Então tudo bem, temos os espíritos avançando seus graus escolares, e porque então os espíritos que teoricamente já evoluíram o suficiente para não voltar, ainda assim voltam? Pelo mesmo motivo que um dos alunos que passados os anos, fez faculdade de pedagogia, e volta a lecionar em turmas que ele mesmo freqüentara; para ensinar a outros.Os espíritos que não tem mais necessidade de retornar, escolhem faze-lo para ajudar outros, mas esta não é uma decisão unilateral, Deus tem que aprovar esta escolha e ver se isto ajudará de fato aos que ainda estão aqui.

    ResponderExcluir
  15. Pergunta 2
    R: Falam tanto em distorção, que você mesmo NEGOU completamente todas as palavras do homem a quem jurou SERVIR. HIPOCRITAS!. Jesus disse em Mateus 17-1,13:
    Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,
    E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.
    E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.
    (veja que aqui Moises e Elias apareceram, ora como pode se os Evangélicos não acreditam em Espíritos, que dois homens possam do nada aparecer para 3 pessoas; Jesus, Pedro e Tiago?Contraditório não?Mas continua)
    E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias.
    E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o.
    E os discípulos, ouvindo isto, caíram sobre os seus rostos, e tiveram grande medo.
    E, aproximando-se Jesus, tocou-lhes, e disse: Levantai-vos, e não tenhais medo.
    E, erguendo eles os olhos, ninguém viram senão unicamente a Jesus.
    E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos.
    E os seus discípulos o interrogaram, dizendo: Por que dizem então os escribas que é mister que Elias venha primeiro?
    E Jesus, respondendo, disse-lhes: Em verdade Elias virá primeiro, e restaurará todas as coisas;
    Mas digo-vos que Elias já veio, e não o conheceram, mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim farão eles também padecer o Filho do homem.
    Então entenderam os discípulos que lhes falara de João o Batista.
    Não existe nenhuma margem para outra interpretação aqui. Em qualquer versão da BRIBA está escrito a mesmíssima coisa; “Então ENTENDERAM os discípulos que lhes falara de João o Batista”. Porque tanta Hipocrisia e arrogância? Negar a palavra do próprio Deus para se fazer certo? Distorcer a palavra de Deus para provar alguma coisa? Nada do que disse tem desculpa, ou argumentação lógica e sequer fez o menor sentido eclesiástico.Tudo o que disse consta no velho testamento certo? Então se usa a Graça e o sangue do cordeiro como base para argumentações, porque usar o Antigo Testamento para servir de base de argumentação?

    ResponderExcluir
  16. Pergunta 3
    R: Deus amado. Como sua mente é turva, rogo ao pai que um dia possa expandir esse raciocínio. Veja meu nobre amigo, Espiritos são únicos. Você será sempre você independente do corpo. Seu espírito é imutável. Elias, veio ao mundo como um professor que acaba de se formar na faculdade volta a sala de aula, para Ensinar. Quando Jesus menciona que Batista era o Maior já nascido de mulher, é pelo simples fato que Jesus já conhecia o Espirito, é difícil entender isso?
    Ora, vejamos: Jesus era rico? Como ele morreu?Qual era o objetivo de Jesus na terra?Consegue responder estas perguntas? Então sabe exatamente que Elias veio como João, para trazer a verdade ao povo, e não para fazer pirotecnia Gospel como nos dias de Hoje. È provável que você mesmo esteja de frente a algumas das mais brilhantes almas e nem sequer sabe disso porque é arrogante demais para admitir isso.
    E para finalizar, amigo; A evolução do espírito não esta vinculada a sua aparência física, mas sim com sua moral. Se um espírito evolui o suficiente ele deixa de necessitar reencarnar, e isto torna-se uma escolha, com um único propósito; Ajudar ao próximo.Mas não pense que um espírito evoluído, irá ajudar dando dinheiro ou fazendo milagres como Jesus fazia. A missão de Jesus foi cumprida; Trazer a boa nova. A palavra de Deus.Se espera realmente uma carruagem de fogo dos Céus, cuidado, poderá se desapontar.

    ResponderExcluir
  17. Pergunta 4
    R:HIPOCRITA! Você mesmo negou o que o Mestre falou, negou cada palavra dele e vem falar em verdade? Onde esta essa sua verdade? Quem é seu Deus seu Fariseu?Vi mais distorções da Biblia(que traduzido quer dizer O Livro) redigidas por você do que contradições sobre a doutrina espírita. O Espiritismo não distorce a palavra de Deus, ela põe luz em uma linguagem que hoje a centenas de anos é usada por pessoas como você que a usam para manipular as massas e ganhar poder. Nada mais.Nada, absolutamente nada do que disse provou coisa alguma, vc apenas fez chacota. Alguns pontos a se salientar:
    A veracidade do Cristo é comprovada em toda a codificação, quem lê sabe.
    Sim ele é a verdade.
    Nunca negamos a, como vc disse, teologia do mestre, seguimo-nas a risca.
    Você não pode dizer que uma coisa é enganosa a menos que prove de modo irrefutável que ela o é, como por exemplo; Prove que não existem espíritos, ou que não existem reencarnações, ou que Deus existe. Se provar uma destas coisas eu retiro cada palavra.

    ResponderExcluir
  18. Pergunta 5
    R: Muito contraditório. Em Jó vemos exatamente isso, não vou nem citar os versículos porque todos conhecem a Historia. Jó tava na dele e Deus, basicamente fez uma aposta com o “diabo” já que este ultimo duvidava que Jó permanecesse fiel se Deus lhe tirasse tudo. Deu então diz: Vá mas não toque em sua vida.
    A mi´seria foi instaurada, o homem foi quase a loucura e para que? Você consegue ver um propósito literal nesta historia ou é tudo mentira?
    Jó foi Provado, e testado até o limite do absurdo, e mesmo assim não cedeu. Esta foi a prova dele, vê alguma semelhança ai?Nesse ponto você teria que ir mais fundo para entender porque algumas mazelas acontecem no meio da humanidade, eu não entendo todas e muitas não fazem sentido. Mas claro se eu as entende-se eu não estaria aqui certo?

    FICA NA PAZ e espero ter respondido suas perguntas.

    ResponderExcluir
  19. Nestor Deixa seu msn la no meu blog, ou mesmo seu e-mail...é só clicar no link do meu nome....todos os comentarios aguardam aprovação, não postarei seus dados la´.

    ResponderExcluir
  20. São duas bobagens se confrontando - Doutrina Espírita e Cristianismo. Ambas fazem críticas fundamentadas, contudo, mesmo que uma delas que uma delas eventualmente deixe de existir, não promoverá a outra, automaticamente, à verdade acima de contradição. Fiquemos com Sócrates. Abraços e acalmem os ânimos.

    ResponderExcluir
  21. O PROFETA ELIAS FOI ARREBATADO AO CÉU EM CORPO CARNAL; OU, EM CORPO ESPIRITUAL?


    Segundo o historiador Flavio Josefo que existiu há 90 anos d.C; o LIVRO DE REIS fora escrito pelo profeta Jeremias que vivera há 600 a.C; que descreve os fatos relacionados ao profeta ELIAS que vivera há 900 anos a.C; OU SEJA, o profeta Jeremias está descrevendo uma história que transcorrera há 3 SÉCULOS mais ou menos anterior à sua época, e que era comentada oralmente através das gerações.


    A QUESTAO É: ELIAS MORREU DE FATO NO CORPO CARNAL, TENDO O SEU CORPO DESINTEGRADO PELA ENERGIA QUE O ARREBATOU?

    OU, entrou no Céu de luz espiritual com O MESMO Corpo físico carnal composto de matéria orgânica terrestre?


    SE ELE FOI ARREBATADO NUMA CARRUAGEM INCANDESCENTE, conforme narração da época, ERA UMA NAVE CELESTE?
    OU ESSAS NARRAÇÕES ESTARIAM TRUNCADAS pelo fato da própria incapacidade humana em conhecer os relatos na íntegra?


    VAMOS TENTAR DISCERNIR COM A PRÓPRIA LÓGICA DAS ESCRITURAS, primeiro: O hebraico é uma linguagem escassa de palavras, somente 12.000 palavras. Enquanto o português só verbos existem 40.000 verbos. Esse é mais um problema de numa época antiguíssima certas palavras terem sentidos ambíguos. Muitas coisas no Velho Testamento foram REPASSADOS ORALMENTE através das gerações, e toda Escritura foi traduzida séculos depois para o grego no ano 400 d.C pelo padre Jerônimo de Strídon.


    VERDADE FUNDAMENTAL BÍBLICA: A CARNE E O SANGUE NÃO PODEM HERDAR O REINO DE DEUS, ou seja, segundo a própria Bíblia em corpo carnal não podemos entrar no reino celeste e divino (I Cor 15. 50)

    E SE HÁ CORPO CARNAL, HÁ CORPO ESPIRITUAL (I Cor 15. 44), logo Elias para adentrar no plano celeste e divino teve que desprender-se definitivamente dos fluidos do seu corpo físico carnal, e esse desprendimento integral, conseqüentemente produz o falecimento dos órgãos carnais, ou seja, a morte física no corpo carnal humano. E, em corpo espiritual o profeta Elias pôde adentrar as dimensões de vidas extrafisicas nos planos imateriais.


    VERDADE BÁSICA DA EXISTÊNCIA DO HOMEM: O homem é um SER em 3 dimensões: CORPO, ALMA e ESPÍRITO (I Tess 5. 23); ou seja: energia, consciência e vida; ou como ensina a doutrina dos Espíritos: CORPO CARNAL, PERISPÍRITO, e ESPÍRITO.
    CORPO CARNAL: matéria orgânica terrestre; PERISPÍRITO: corpo energético, corpo espiritual, formado de fluidos eletromagnéticos do astral onde ser habita; ESPIRITO: essência cósmica, foco divino do Criador na criatura.


    A MORTE FÍSICA é a separação da alma/espírito do corpo físico carnal, ou seja, o ser passa para a dimensão espiritual que é a vida extrafísica em espírito. Se a criatura ficar nas dimensões paralelas ao globo terrestre é necessário condensar a sua veste espiritual, que é o perispírito e terá a aparência humana normal (tal qual narração de Jesus na parábola de Lázaro e do Rico, que após a morte carnal tornam a se ver no Além, vide Lucas 16. 19 a 31). AGORA se o Ser subir os planos cósmicos em direção ao infinito celeste, nesse caso até o perispírito é desintegrado; e o Ser consciência livre só pode fazer esses acessos interdimensionais somente em espírito; ou seja, em mente... pensamento, energia divina.


    Intensivo de Difusão Espiritualidade, ide
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. RELATOS AMBÍGUOS DO ARREBAMENTO DE ELIAS


    Depois da morte do rei Salomão surgiram conflitos religiosos internos entre as tribos do povo hebreu (cisma), ocasionando divisões políticas: Reino de Judá, com a capital em Jerusalém; Reino de Israel que ficou sendo governado por Jereboão, com a capital em Samaria, e que aliou-se aos fenícios outrora inimigos mortais do povo israelita. E no decorrer das sucessões e reinados implantou-se o paganismo como religião oficial em Israel, tendo em Jezebel mulher do rei Acabe, o elo principal dessa usurpação.

    O profeta Elias contraíra perigosos inimigos por causa das execuções (mortes) que ordenara motivada pelas divergências religiosas, primeiramente aos profetas de Baal responsáveis pela propagação dos rituais pagãos em Israel (I Reis 18. 17 a 25) e, em seguida à cavalaria israelita, que era uma corporação militar que prestava segurança aos sacerdotes de Baal.

    O profeta Elias era um líder comunitário, e como tal exercia muita influencia sobre o povo, arrebanhando os seus seguidores que executavam as suas ordenações rigidamente I Reis 18. 17. Para diversos opositores Elias incentivara a degolação a fio de espada I Reis 18. 40, e a outros a maldição da morte através da fogueira II Reis 1. 9 a 14.

    E por várias vezes Elias fora ameaçado de morte nas regiões de Betel e depois Jericó... Em toda aquela região existiam: profeta, filhos de profetas, profetas de Baal... Somente profetas de Baal eram 450. Entretanto Elias se considerara o único profeta do povo judeu (I Reis 18. 22). Com tantas ameaças religiosas Eliseu até intercedera respondendo aos filhos de profetas: calai-vos, como quem diz assim: fiquem quietos..., conforme está registrado em II Reis capítulo 2 versículo 3 a 5.

    Compreenda-se nesses relatos que se este arrebatamento fosse de ordem celestial e um plano idealizado pelos poderes divinos, jamais outras pessoas da mesma época, como os filhos dos profetas (II Reis 2. 5) saberiam dessa ação que estava sendo planejada no plano invisível de Deus. E se há vazamento de informações nessa ação do rapto de Elias conforme apreendemos em II Reis 2. 5 ... Pois a palavra arrebatar tem esse sentido também de raptar. E o profeta Elias já se mostrava bastante preocupado com esse desfecho, que era as ameaças de sua morte: I Reis 19. 10 e 19. 14

    NA ÉPOCA ERA MUITO COMUM MATAR ADVERSÁRIOS RELIGIOSOS EM FOGUEIRAS QUEIMANDO E DESTRUINDO ATÉ AS CINZAS DO INIMIGO, E DEPOIS AS JOGANDO NO AR À BEIRA DE RIOS e ENCOSTAS.

    O profeta Elias, homem físico, provavelmente fora executado pelos cavaleiros de Israel. Que era uma corporação militar do reinado israelita nessa época em conflito religioso com a Judéia, e que estava a serviço de Baal, e em perseguição atroz de Elias, TIPO ESQUADRÃO DA MORTE, guerreiros que andavam naqueles vales e desertos em CARRUAGEM puxada por FOGOSOS CAVALOS, vejam só o relato de Eliseu logo após o arrebatamento/rapto de Elias dando essas provas. O que vendo Eliseu, clamou: Meu Pai, meu pai, CARROS DE ISRAEL E SEUS CAVALEIROS!!! (II Reis 2. 12) E depois conclui o relato bíblico: NUNCA MAIS ELIAS FOI VISTO, claro Eliseu presenciou o fato e ocultava-o em segredos temendo também a sua integridade física. Esses conflitos se estendem por séculos e envolvem israelitas e palestinos na faixa regional de Gaza.

    ATÉ HOJE É COMUM NO ORIENTE MÉDIO FACÇÕES RELIGIOSAS QUE USAM HOMENS BOMBAS SUÍCIDAS, HOMENS INCENDIÁRIOS A COMETEREM HOMICÍDIOS EM MASSA, E FAZEM TAMANHA BARBARIDADE EM NOME DE DEUS.


    Intensivo de Difusão Espiritualidade, ide
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. O ARREBATAMENTO EM ESPÍRITO DE ELIAS, APÓS SUA MORTE FÍSICA


    Resumindo: Elias homem físico teve seu corpo carnal decomposto pela morte física como todos os homens fisicamente morrem na existência material. Deus estabeleceu no inicio da vida física material: Tu és pó e pó te tornarás... (Gênesis 3. 19); Porque aos homens está ordenado morrerem... vindo depois o juízo... (Hebreus 9. 27); O Corpo volta ao pó e espírito retorna a Deus (Eclesiastes 12. 7)

    ELIAS NÃO PODERIA SER SUPERIOR A JESUS CRISTO, POIS ATÉ MESMO JESUS SENTIU AS AGONIAS DA MORTE, NO GETSMANI, E MORREU CRUCIFICADO NO GÓLGOTA.

    O fato da Teologia e Sacerdócio religioso dissimularem a morte física de Elias... Não passa de uma artimanha da ignorância humana que utilizou as várias “reformas religiosas” e quiseram complicar as evidências da imortalidade da alma e reencarnação desse espírito comprovadas na própria Bíblia sagrada. Pois Elias morre fisicamente e sua alma é que arrebatada para o mundo espiritual, onde se prepara para novas etapas de aprendizagem e retornando séculos depois, e renascendo na vida material na época de Jesus.

    ELIAS DEIXOU A EXISTENCIA MATERIAL E SUBIU AOS PLANOS EXTRAFISICOS DA VIDA CELESTE EM CORPO ESPIRITUAL através de um redemoinho II Reis 2.11. Redemoinho é derivado de vento e vento em hebreu sintetiza as coisas espirituais - João 3. 8 Naturalmente foi para as dimensões paradisíacas do plano espiritual onde a Alma continua crescendo para vida celeste.

    O resgate do cadáver pode até permanecer em mistérios como na atualidade às vezes não é possível fazer autópsia de alguns corpos físicos falecidos, ex: deputado Ulysses Guimarães, alpinista Bernardo Collares, e diversos passageiros mortos no acidente aéreo do vôo 447 da Air France, no oceano Atlantico. Apesar de termos mais tecnologia do que na época primitiva.

    Claro que, o arrebatamento de Elias ao Céu em corpo carnal, corporificou-se nos relatos das crendices religiosas como uma figura de linguagem bem expressiva. Tanto quanto a imagem do papai Noel representa para muitas pessoas, na atualidade, aquele velhinho bondoso de barbas brancas saindo do pólo norte na sua carruagem e entrando nas casas pelas chaminés!

    Intensivo de Difusão Espiritualidade, ide
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Evidencias ESPÍRITAS no arrebatamento do profeta ELIAS:

    De conformidade com o período em que sucedeu o fato do arrebatamento do profeta Elias para os planos da vida celestial, reinava em Judá, berço pátrio de Elias, o rei Josafá (2 Reis 1. 17).
    E, 10 anos depois do arrebatamento espiritual do Profeta para o Céu, foi enviada uma carta escrita de próprio punho pelo profeta Elias para o sucessor de Josafá, nessa época Jeorão (2 Reis 8. 16), criticando a corrupção moral de seu governo e vaticinando flagelos que viriam sobre o povo (2 Crônicas 21. 12).

    Como Elias escreveu essa carta, 10 anos depois do seu arrebatamento para a dimensão celeste?

    Provavelmente utilizou a psicografia através da mediunidade de Elizeu, o seu auxiliar direto (2 Reis 2. 15), vide na Bíblia: O espírito de Elias repousa sobre Eliseu.


    Intensivo de Difusão Espiritualidade – i d e
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. CISÕES...
    Em todas as doutrinas religiosas existem desarmonias, e nem mesmo a Bíblia está livre...

    CISÕES BÍBLICAS

    Quando Jesus recomendou: Examinem as Escrituras porque julgais nela ter a vida eterna, e elas testificam de mim... Jesus não foi intolerante como muitos leitores do evangelismo atual são, pois muitos afirmam: A Bíblia é a única palavra de Deus imutável... Jesus recomendou sabiamente EXAMINAR, ou seja, ANALISAR... e nessa análise nem tudo que reza na parte do Velho Testamento da Bíblia aplica-se moralmente para o estado social do homem moderno, muitas coisas são ensinamentos JÁ ULTRAPASSADOS, exemplos:

    Quem trabalhar no sábado será morto (Êxodo 30. 5)
    Quando o homem morrer sem deixar descendência, seu irmão deve se casar com a viúva (Deuteronômio 25. 5)
    Os filhos desobedientes.... e viciosos... devem ser apedrejados até a morte (Deuteronômio 21. 18 a 21)
    Selecionar os melhores animais para os sacrificarem em oferenda à Divindade para obter mercê da culpa pessoal (Levítico 5. 1 a 10), (práticas religiosas do Velho Testamento semelhantes aos cultos africanos da atualidade, aos espíritos dos antepassados)
    É proibido comer carne de porco.... (Levítico 11. 05 a 07)
    O homossexualismo será punido com a morte (Levítico 20. 13)
    Relacionar-se sexualmente com uma mulher menstruada, o casal será expulso da comunidade (Levítico 20. 18)
    Os adultérios serão punidos com a morte (Deuteronômio 22. 22)
    Quem Blasfemar o nome do Senhor será punido com a pena de morte (Levítico 24. 15)
    Se um animal habituar-se a atacar alguém o ferindo de morte, o animal será morto apedrejado e também o seu dono também morrerá com ele (Êxodo 21. 28 a 29)
    O homem que desviar os recursos dos dízimos consagrados no Altar para obra assistencial será punido com a pena de morte (Levítico 27. 28 a 29)
    Falou o Senhor a Moisés: Armem-se alguns de vós... vinga os filhos de Israel dos midianitas, matem a todos: homens, mulheres e crianças... PORÉM, deixem as meninas virgens (para vossos guerreiros) (Número 31. 1 a 18). EXEGESE FORÇADA É ENGOLIR QUE ESTE ENSINAMENTO FLUÍU DA MENTE PURA DE DEUS, O PAI DAS LUZES

    Intensivo de Difusão Espiritualidade
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

    ResponderExcluir

ATENÇÃO: Comente usando a sua conta Google ou use a outra aba e comente com o perfil do Facebook

emo-but-icon

Página inicial item