681818171876702
Loading...

Satanizaram o Natal

Bráulia Ribeiro


De como os evangélicos vão ficando cada vez menos humanos e trabalham sem saber para a desevangelização do Brasil


Satanizaram o Natal. Me parece até surreal quando vou a igrejas, e a sites evangélicos, e não se faz nem uma referência ao Natal sequer, nem se tem um culto de celebração dia 24, ou 25 parte da tradição cristã há tantos séculos. Às vezes não acredito, me belisco, penso, não, esta doença vai passar, mas que nada, se alastra mais e mais. Mesmo os cristãos que contra a corrente mandam seus cartõezinhos, se sentem no dever de nos exortar contra o comercialismo, contra os presentes, no meio de votos tímidos de felicidade e feliz ano novo. Quando encontro um irmão na rua e desavisadamente comprimento com um animado: “Feliz Natal!” Eles me olham como se estivesse falando uma heresia, ou num ar condescendente explicam que já não estão mais neste mundo e que Cristo nasce todo dia….

Tradições religiosas como o Natal tem o papel de reforçar valores sociais comuns. Enquanto no carnaval e no reveillon, a tradição é subverter valores, se esbaldar, praticar o impraticável durante o resto do ano, por isto são chamados por Roberto Damatta, antropólogo brasileiro de “ritos de inversão”, na festa do Natal principalmente os trabalha para reforçar os valores positivos. Natal é a festa da família, de comer juntos um peru, de decorar a árvore ou o presépio, de cantar hinos, de se presentear os amigos, os familiares, de dar gorjetas maiores, de pensar nos que estão distantes. Nesta época Holywood lança inúmeros filmes sobre pais e filhos, pais desnaturados com valores errados, que de alguma forma perderam a noção do que é importante, e nesta época se encontram com algo que “os converte” novamente à família. Nesta época até os sem religião ficam com os olhos marejados diante de um presépio bem feito, ou dos garotos cantando canções natalinas nas janelas do HSBC em Curitiba.

Boicotar as festas cristãs mais importantes como o Natal e a Páscoa é boicotar-se a si mesmo, perder uma boa oportunidade para falar de Cristo, abraçar pessoas, espalhar fraternidade e carinho numa época em que as pessoas se voltam automaticamente umas para as outras. Nossa vida em sociedade é feita de ritos, tradições e heranças simbólicas. Estes crentes anti-natal, dominados por um zelo místico e sem respaldo bíblico querem renegar todas suas tradições culturais, até as mais inofensivas.

Ritos de reforço são tão necessários quanto ritos de inversão. Não é porque nos convertemos que deixamos de ter cultura. Continuamos a ter necessidade de reforçar socialmente o que acreditamos. Ironicamente a falta do Natal, junto com a demonização de certos símbolos cristãos como a cruz, continuou tendo este mesmo fim social. Se tornaram os “desritos” que reforçam a separação evangélica do mundo. Mas porquê se tornaram necessários artifícios sociais como estes, se a nossa cultura cristã quando puramente bíblica já nos “marca” automaticamente com uma diferença moral, já nos banha como o hissopo da conversão do caráter que tem não tem paralelo a nenhuma outra experiência humana? A mudança de caráter, a conversão de valores é segundo Jesus (Jo17) e deveria continuar sendo a maior marca que torna os cristãos conhecidos não importa a cultura, os ritos que praticam ou deixam de praticar, a freqüência ou não na igreja.

Infelizmente o sincretismo moral tomou conta da igreja. Pregamos nos nossos púlpitos do mesmo jeito que se prega nas palestras de auto-ajuda nos auditórios de hotéis. Você pode, você merece, você tem direito. Estamos debaixo da soberania do eu, da tirania da felicidade egoísta. Se distribuem riquezas, beleza, orgasmos múltiplos, alegrias festivas nos púlpitos, numa supercialidade que nos faz duvidar que Jesus morreu na cruz, mas deve ter acendido aos céus numa almofada cor de rosa.

O Natal vai sim se tornar uma festa cada vez mais pagã. Vai se falar mais em trenós, duendes e renas, neve (mais uma estupidez nossa, europeus dos trópicos) e cada vez menos no nascimento de Jesus, porquê nós não vamos estar presentes no cenário cultural geral para salgar nada. Vamos ignorar a importância da história mais recente, super-valorizando uma origem pagã datada de milhares de anos atrás.

Nosso cristianismo vai se tornar apenas uma experiência mística vazia, ao invés de uma realização do fato mais importante da história da humanidade, o nascimento do criador em forma de homem. Fato constado historicamente, documentado, materialmente fisicamente e culturalmente real num dia específico da história humana. Um dia ele nasceu, não sei se em setembro, novembro ou dezembro, a acuracidade do mês e do dia não importa tanto quanto o evento. Um bebê humano em toda sua fragilidade, chorou ao ser parido por uma mãe humana. Mas nele havia o DNA divino. Nele estava contida toda a plenitude da divindade, numa maneira que nossa mente limitada não alcança entender. Ele era Deus mas não teve por usurpação o ser igual a Deus, mas antes tomou a forma de servo e seguiu até a morte na cruz.

Nascer, viver, morrer e ressucitar de uma maneira divina, no entanto humana foi sua mensagem principal. Eu os amo, amo a ponto de me encarnar, de me limitar à sua humanidade, de me tornar criatura, eu o Criador, e assim ensinar-lhes como viver. E assim marcar a história humana com um AC DC. E assim me tornar o autor da maior transformação que a humanidade já sofreu. Esta história que se repete hoje nas nossas vidas, é verdade que ele “nasce” dentro de nós quando nos convertemos, teve um início.
Só me resta agora lamentar nossa ignorância. Ignorância religiosa, sociológica, cultural. Desprezamos símbolos importantes numa fase em que deveríamos reforçar-lhes o valor. Iludidos por ensinos enganadores, superficiais, que desconsideram tanto a história deixamos de relembrar a humanidade do que ela já sabia, mas está esquecendo.

Só me resta lamentar este evangelicalismo armadilha no qual fomos presos. Não sabemos ser cristãos mais. Tornamos-nos semi-bruxos exotéricos, neo-cristãos-medievais próximos das experiências místicas, mas distantes das verdades históricas profundas. Somos capazes de pregar uma felicidade terrena sem limites, mas incapazes dos sacrifícios morais, incapazes da verdadeira santidade, somos capazes de discriminarmo-nos uns aos outros com base em sutis discrepâncias doutrinárias, no entanto incapazes de amar.



natal 3854950247416685481

Postar um comentário

  1. Não celebrar o nascimento do Messias entre os homens serve para nos tornar menos cristãos e mais judaizantes. Afasta-nos mais um pouco da Era da Graça e nos traz mais para perto da Era da Lei.

    É isso que desejamos realmente?

    Cada vez mais vejo líderes cristãos equivocadamente abraçarem RITUAIS e VESTES SACERDOTAIS judaizantes, que servem APENAS para criar uma distinção: surge a classe SACERDOTAL, distinta do RESTO do povo e portanto, SUPERIOR a todos os demais, INERRANTE, ONISCIENTE, ONIPOTENTE sobre a vida do rebanho, como se estivesse a níveis inalcançáveis ACIMA dos demais pecadores e apenas um nível ABAIXO de DEUS.

    Não foi isso que JESUS CRISTO ensinou.

    É isso mesmo que desejamos para nossas vidas? Queremos um SAUL 2.0 comandando o rebanho?
    Não nos basta saber que não deu certo - nem dará certo, porque não pode dar certo?

    Vinde, voltemos ao SENHOR, pois ele nos despedaçou e nos sarará.

    ResponderExcluir
  2. Satanizaram o Natal a mais ou menos 2.000 atrás.
    Cristãos genuínos prezam pela palavra de Deus, única referencia para balizar e regular nosso serviço a Deus. O que vai além da palavra é maldito.

    A graça nos basta. Amém!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Basta pra nis que ja conhecemos a verdade.... e pra quem ainda nao conhece e sincerametnte sente asco , nojo pelo orgulhi e egocentrismo de muitps de nos evangelicos.... ore irmao.... vigie..pois Cristo deu essa resposta a Paulo.... que se fez de tudo para todos para ver se conseguia alcançar alguns.... sers que vc nao consegue enxergar que essa discrininaçao eh idiota e maldita que afasta os necessitados de Jesus....??? Ou vc tb nao ta nrm ai pra isso... que se dane o mundo porque o mundo jaz noaligno.... um pouco de humildade eh melhor que todas as letras dos seminarips de embasamento teologico.... e amar fez com que Jesus pudesse conviver com adulteros prostitutas ladroes... escorias de todo tipo .... temo que se wle voltasse hj iria direto pra adeia... e os proprios evangelicos o colocariam la.... sei que vai vir com um monte de balela aprendisa nos institutos teologicos misticos gospeis da vida.... mas me poupe.... to cansadinho de papagaio de popstor.

      Excluir
  3. Bráulia, já queimei arvore duas vezes já comi pizza na noite de natal e estraguei o natal da minha filha mais velha, já fiz tanta idiotice por causa de ensinamentos errados.
    Más agora liberta da magia gospel neopentecostal aberta verdadeiramente pra celebrar o amor de Deus por nós, comemoro mesmo o natal!
    Monto a arvore com as crianças, ponho luzes na casa, faço uma jatar gostoso aproveito o 10°terceiro pra dar o presente que eles querem me alegro em família tem cantata na igreja damos graça antes da ceia é lindo nunca mais vou privar minha família de momentos tão felizes e nunca mais serei ingrata a Deus, pois é uma INGRATIDÃO, ficar com o feriado,10°terceiro a lembrança da empresa, quer dizer oque convém né o crente pode pegar, né!
    Quanto as bobagens, lá em casa agente se dispensa o papai Noel brincamos que é velho Noel e na minha casa quem Deu o presente foi a mamãe e o papai porque Deus nós abençoou com condição e por todas esta coisas e mais o dom da vida somos gratos não só no Natal, más porque não no Natal?!
    Dani Lima
    http://berearepreciso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. A autora do artigo nos falou de tradição. Ela está certa: comemorar o natal é uma tradição cristã. Contudo, deve-se apontar não bíblica (por favor não me venham com a exejegue que um dia o Malacraia me fez dizendo que os anjos junto aos pastores no campo celebraram o primeiro natal e que por isso somos OBRIGADOS a fazê-lo). Logo, se não está claramente explícita nas Escrituras enquanto mandamento, eu sigo SE EU QUISER a tradição x ou y. E ninguém pode condenar-me por causa disso conforme Paulo explica na carta aos Colossensses agora me foje o capítulo, se não me engano acho que é o dois. Também não podemos condenar aquele que celebra. Cada um que faça conforme sua consciência mandar perante Deus.
    Agora eu acho um disparate total é a autora demonizar os cristãos que simplesmente encaram como um outro dia qualquer o referido Natal. Nossa reduzir a uma existência medíocre o cristianismo de alguém porque não se observa uma tradição criada pelo homem e não recomendada pela Palavra, é quase o que vemos por aí feito pelas seitas que amaldiçoam aqueles que debandam de seus templos mamônicos.
    Será que o cristianismo vai deixar de salgar, vai se tornar secularizado e até satanizado (cruzes!!!)só porque eu não fiz no dia chamado natal o que eu posso ter feito durante o restante do ano inteiro: dentro da minha casa, no meu trabalho, na sala de aula - com minhas atitudes, atos e palavras encarnar o significado do evangelho: já não sou eu quem vive, mas, Cristo vive em mim?
    E vale ainda dizer que os maiores discípulos de todos os tempos - aqueles que transtornaram o mundo de sua época - até onde sei, não comemoravam natais e nem páscoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aff!!! Felipe R. Maia vc tirou as palavras da minha boca. Se formos levar ao pé da letra as tradições cristãs, devemos celebrar todas as datas comemoradas pelos católicos. Quanta bobeira impositória. Você deve ou você não deve. E tudo isso tirado do coração de cada um e não dos ensinamentos de Jesus. Palhaçada!

      Excluir
  5. fiquei feliz que no dia 23 celebramos o aniversário de Cristo, e no dia 25 foi a cantata de natal, contando a historia do nascimento de Cristo. No final do dia 25 teve um "banquetezinho" para a comunhão dos irmãos.

    São poucas igrejas que celebram o natal desta forma, esquecendo dEle e pregando prosperidade.

    Cada vez mais isso se perde no meio cristão.

    ResponderExcluir
  6. gostei do texto. o natal serve pra nos lembrar um fato tao maravilhoso e misterioso que mudou os rumos da humanidade. os cristãos se preocupam mais com os eventos pagãos do que com os cristãos, daí se no dia 25 alguem comemora alguma festa pagã a gente cancela o natal. acho que Deus é mais importante que festas pagãs, nao me importo se em alguma epoca da historia alguem comemorou a passagem do deus sol dele na mesma data em que eu comemoro o nascimento de Jesus como homem. penso que s cristãos deveriam pensar assim

    ResponderExcluir
  7. Felipe R Moura...
    Entendi que vc quis ressaltar que não podemos correr de um extremo ao outro e que a comemoração do natal é livre e de acordo com a consciência de cada um, eu creio nisso tmb, dito isto...
    Quero ressaltar o grande serviço do post e textos como o de cima, em dias em que tudo sobre o natal foi sim, demonizado, pelas igrejas pentecostais e neopentecostais e que tem sido DADO, não tomado, o lugar de Cristo nesta data tão bonita, temos por obrigação resistir!
    Talvez vc não tenha informação total,por sua realidade ser outra, do numero de denominações que tem o natal como heresia, são muitas! E eu mesmo fui membro de uma,a questão engraçada é feriado pode,$$$ pode,festinha da empresa pode. E porque não se pode, celebrar com ações de graça o natal, como deve ser na vida todo dia?!
    Dani Lima
    http://berearepreciso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Simples. Igrejas neo pentecostais ou que aderiram o estilo neo pentecostal querem resultados práticos (sei que não são todas assim), e se não houver resultado prático é colocado fora, seja a pessoa ou um determinado evento. Fazer uma programação de Natal para igrejas de resultados comerciais é um problema, porque precisa de tempo e de esforço e se for pequena a igreja é mais fácil demonizar do que elogiar as que fazem e se esforçar por fazer (no caso muitos nem sabem como fazer e criticam os que fazem), as "igrejas mães" destas igrejas pequenas então avalizam tal procedimento para não passar "recibo de incompetente" assim: SE NÓS ELOGIARMOS AS IGREJAS QUE COMEMORAM O NATAL COM PEÇAS, CANTATAS E EVENTOS ESTAREMOS DIZENDO A NOSSA CLIENTELA QUE SOMOS INCOMPETENTES E QUE ELES SÃO MELHORES QUE NÓS.

    Sobre arvore de natal, é só ler a bíblia (não precisamos demonizar nada e também nem forçar) e veremos que ela começa com duas árvores, a da ciência do bem e do mal e a da vida e termina com a da vida, sempre com o homem perto delas, mas sem adoração e neste caso árvores não são problemas para o cristão mas um sinal de fruto, de alegria segundo ensina a palavra.

    O primeiro Natal foi comemorado sim com os anjos. Houve, louvor e adoração: E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, LOUVANDO A DEUS, e dizendo:
    GLÓRIA A DEUS nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens.
    Lucas 2:13-14.

    AS IGREJAS QUE FAZEM PROGRAMAÇÕES DE NATAL ESTÃO DIZENDO E REAFIRMANDO QUE DEUS CUMPRIU SUAS PROMESSAS COM LOUVOR E ADORAÇÃO. ISTO É BÍBLICO QUEIRAM OU NÃO.

    ResponderExcluir
  9. Texto cristão clichê. Já li vários textos de cristãos sobre o natal e nenhum deles chega ao "ponto final". Incoerências históricas e "bíblicas" são frequentes nesses textos, e neste em específico não foi diferente. Os comentários tendem a seguir a mesma linha de incoerência.

    O título já começa mal: Satanizaram o Natal. Espero não ser o único a discordar com alguma lógica, sem por a religião no meio e sem usar a "bíblia" como base histórica.

    ResponderExcluir
  10. Satanizaram o Natal?

    "Como a Bíblia não revela a data exata do nascimento de Cristo, os primeiros cristãos não celebravam o seu nascimento, porque consideravam a comemoração do aniversário um costume pagão" (in Enciclopédia Delta Universal)

    "A noção de uma festa de aniversário natalício era alheia às idéias dos cristãos nos 3 primeiros séculos da nossa era". (in História da Religião e da Igreja Cristã, Augustus Neander)

    A celebração do nascimento de Jesus Cristo é oriunda dos costumes pagãos antigos e foi adaptada devido à apostasia da igreja, a qual foi pouco a pouco introduzindo os rituais das religiões primitivas coexistentes. Antes de conhecermos Cristo como conhecemos e antes de penetrarmos nos mistérios que dizem respeito à genuína fé, também andávamos segundo os costumes dos "adoradores dum deus" que não é nosso.

    "Porque é bastante que no tempo passado da vida, fizéssemos a vontade dos gentios, andando em dissoluções, concupiscências, borrachices, glutonarias, bebedices e abomináveis idolatrias; e acham estranho não correrdes com eles no mesmo desenfreamento de dissolução, blasfemando de vós". (1Pedro 4:3-4)

    O nascimento neste mundo é um ato carnal e sabemos que tudo o que se celebre relativo a ele é da vontade da carne. Mas Jesus não é mais segundo a carne; e deve ser adorado e solenizado como ele é atualmente.

    "Assim que daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne, e ainda que tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos deste modo". (2Cor.5:16)

    Portanto devemos seguir o exemplo dos nossos antepassados irmãos que celebravam, não em glutonarias e embriaguez, a "festa da sua libertação", alegrando-se no Espírito Santo.

    "E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar". Atos 2:46-47

    A data em que o nascimento de Jesus Cristo ocorreu nos nossos corações, num verdadeiro natal criativo, em que tudo se fez e produziu novos e sãos frutos espirituais, é que é a nossa festa permanente.

    Manuel José dos Santos
    Revista Compreender

    ResponderExcluir
  11. Para pensar e tirar suas conclusões:

    Assim que daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne, e, ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos deste modo.
    2 Coríntios 5:16

    O Natal, celebra Jesus nascido em carne.
    Da cruz em diante voltamos nossos olhos para Jesus ressuscitado.

    Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus.
    Romanos 7:4
    Se querem comemorar, cada um com sua consciência.

    ResponderExcluir
  12. Manoel(manosk88@hotmail.com)5 de janeiro de 2012 16:50

    É interessante a preocupação das pessoas com o fim da comemoração do Natal. Eu, particularmente, tento dormir 9hs do dia 24 para acordar dia 25 (tento, porque o barulho na vizinhança é perturbador).
    Geralmente vejo pessoas falarem +/- assim: "Não tem nada a ver, nesse dia as pessoas lembram o dia em que Jesus nasceu..." mas gostaria de pontuar alguns tópicos:
    * Tudo bem, acho legal a ideia de comemorar o aniversário de Jesus. Mas por que dia 25 de Dezembro? já parou pra pensar? outro dia parei e pesquisei: Na verdade foi um ato de sincretismo religioso para 'ganhar' os pagãos que celebravam o nascimento do deus 'Tamuz', ou 'Mitra'(deus sol). Agora eu pergunto: suponhamos que '30 de fevereiro'(sei q ñ existe) fosse o dia do 'exu tranca rua'(demônio), e então a Igreja Católica, para ganhar os seguidores do Umbanda, designasse o dia '30 de fevereiro' para celebrar o dia do nascimento de Jesus. Você iria celebrar? pense nisso.
    * É dito que no Natal as pessoas (mesmo as que não são cristãs) refletem sobre a vida Jesus Cristo. Não nos enganemos: o mundo(sistema) não tá nem aí com o Cristianismo - essa festa só é tão afamada por causa dos lucros exorbitantes para o comércio.
    Creio que faltou mais base histórica no post de senhorita Bráulia Ribeiro - o natal não é negado apenas pelos proveitos comerciais, mas maiormente pelos princípios dessa festa primordialmente não-cristã.

    ResponderExcluir
  13. Legal! Para Jesus pagar pelos nossos pecados, Ele precisou nascer. Isso é fato! No entanto, essa data foi colocada porque em outras religiões outros deuses nasceram no dia 25. Injustiça comemorar só o aniversário de Jesus, ainda mais sabendo que essa data não é, possivelmente, a data do aniversário Dele. Para mim, fica valendo o que Ele disse: "Faça isso todas as vezes que lembrardes de mim". Ele se referia aqui à sua morte, não ao seu nascimento.

    ResponderExcluir
  14. Os protestantes como sempre querendo negar as tradições cristãs de séculos em nome de uma leitura bíblia enviesada.

    Quero saber como os nossos irmãos protestantes sabem quais são ou não os livros canônicos do novo testamento senão pela tradição cristã?

    A Bíblia diz em algum capítulo quais são os livros inspirados e quais são os apócrifos?

    Pegar a bíblia prontinha sem saber nem da onde veio e fazer suas infinitas interpretações é fácil.

    Mas saber que foi pela tradição cristã e NÃO PELA BÍBLIA que nós sabemos de fato quais são os livros inspirados por Deus isso os protestantes não querem saber, né?

    O que interessa é negar a tradição cristã em
    nome das múltiplas interpretações bíblicas.

    É o tal livre exame...

    ResponderExcluir
  15. Na liberdade que Cristo nos deu, vivamos como livres. Se mortos para o pecado e vivos para crescer em direção a vontade de Deus, o restante é ACESSÓRIO.
    Que nada nos afaste no essencial que é Cristo, nosso ETERNO SUMO-SACERDOTE.

    ResponderExcluir
  16. TODO DIA NASCE UMA CRIANÇA! ENTRETANTO NÃO NÓS IMPORTA SE NASCEU MAIS UMA CRIANÇA!! O QUE IMPORTA É QUEM SERÁ ESTA CRIANÇA!!! ASSIM É JESUS!! NÃO QUERO NEM SABER ONDE, COMO E QUANDO ELE NASCEU!! A MIM NÃO INTERESSA E NEM QUERO SABER MESMO!! SE NASCEU NUMA MANGEDOURA NÃO É PORQUE ERA POBRE COMO EXPLICAM ESSES CRISTÃOS LATINOS AMERICANOS APEGADOS A POBREZA COMO SIMBOLO DE FÉ CRISTÃ!! NASCEU NUMA MANGEDOURA PORQUE NÃO TINHA VAGA MESMO NAS HOSPEDARIAS!! AGORA O QUE ME IMPORTA, É SABER O QUE ESTE MENINO, AGORA HOMEM, FEZ, FAZ E FARÁ POR MIM!! EM MEIO A TANTA MISTURA PAGÃ, PELO AMOR DESTE DEUS!! ME AJUDA AÍ GENTE!! CRENTE COMEMORANDO NATAL? APROVEITA TAMBÉM A PAIXÃO DE CRISTO, DEIXE DE COMER CARNE NA QUARESMA! E NÃO QUEBRA O CICLO CATÓLICO NÃO! SE NÃO ME ENGANE, E PROBLEMAS TAMBÉM SE EU ESTTIVER ENGANADO: PRIMEIRO NATAL, VCS JÁ COMEMORARAM, VAI PRO CARNAVAL COM O MENINO JESUS, DEPOIS NA PAIXÃO DE CRISTO COM O HOMEM JESUS, E NA QUARESMA NÃO COMA CARNE HEIN!! E NEM DÊ CARNE AO SEU PASTOR!! ESSES CRENTES SAEM DO PAGANISMO MAS O PAGANIISMO NÃO SAI DELES! É DUUUURO!! CRISTÃO "ANAFABETO" ERRA TODU DIA PURNUM IXAMINÁ A ISCRITURA!!!
    FERNANDO COSTA
    fer.cost@.r7.com

    ResponderExcluir
  17. Não compartilho com toda a opinião da autora do artigo.Parafraseando Paulo : aquele que comemora não julgue o que não comemora ( o natal)...pois Deus assim aceita um como o outro "!Leia Romanos 14 .

    ResponderExcluir
  18. Detestei esse post. achei ele preconceituoso e capcioso nada a ver...
    Ela fala que a não comemoração do natal e anti bíblica Hahhhhh NADA A VER!
    Meu ... D’us até onde lí a única citação bíblica sobre esse tema e mencionado como época natalina e o aniversário de Herodes e a decapitação de João Batista...
    Descreve a Bíblia como uma festa Pagã...
    Nosso calendário é Romano nada a ver com o calendário Judaico. O fato de eu não comemorar o nascimento de Jesus não anula minha fé em meu ponto de vista me faz consciente de que Roma ou a igreja Católica e São Nicolau nada tem a ver com o Cristo seu nascimento e sua Ressureição fato que ao meu ver é sim motivo de celebração .Vc trata esse assunto como fosse ele um folclore o evangelho agora é cultural Affiiii...
    Vc pode ate gostar de Papai Noel, Arvore de Natal trocas de presentes esse afeto Natalino mais não deveria criticar aqueles que não compactuam com essa data desculpe seu texto foi péssimo.
    Lamentável não tem nenhum fundamento bíblico a luz de nossa escritura .
    Eu ia escrever a Paz de Cristo, porem diante deste texto....
    Com lamento,
    Jingle Bells

    ResponderExcluir
  19. Detestei esse post. achei ele preconceituoso e capcioso nada a ver...
    Ela fala que a não comemoração do natal e anti bíblica Hahhhhh NADA A VER!
    Meu ... D’us até onde lí a única citação bíblica sobre esse tema e mencionado como época natalina e o aniversário de Herodes e a decapitação de João Batista...
    Descreve a Bíblia como uma festa Pagã...
    Nosso calendário é Romano nada a ver com o calendário Judaico. O fato de eu não comemorar o nascimento de Jesus não anula minha fé em meu ponto de vista me faz consciente de que Roma ou a igreja Católica e São Nicolau nada tem a ver com o Cristo seu nascimento e sua Ressureição fato que ao meu ver é sim motivo de celebração .Vc trata esse assunto como fosse ele um folclore o evangelho agora é cultural Affiiii...
    Vc pode ate gostar de Papai Noel, Arvore de Natal trocas de presentes esse afeto Natalino mais não deveria criticar aqueles que não compactuam com essa data desculpe seu texto foi péssimo
    Lamentável não tem nenhum fundamento bíblico a luz de nossa escritura .
    Eu ia escrever a Paz de Cristo, porem diante deste texto....
    Com lamento,
    Jingle Bells

    ResponderExcluir
  20. Pelos comentários dá pra ver como é herética e satânica a tal doutrina de demônio da "sola scriptura", não sabem nem de onde veio a bíblia (veio da tradição, do Espirito Santo guiando os Padres da Igreja na seleção dos livros inspirados por Deus)e arrancam interpretações malucas, cada seita com a sua, satanizando a Santa Tradição:

    Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa.
    2 Tessalonicenses 2:15

    ResponderExcluir
  21. Anonimo, não seria vc um membro da universal? Com este email do r7 e achei seu texto bem, alá edir macedo " NASCEU NUMA MANGEDOURA NÃO É PORQUE ERA POBRE COMO EXPLICAM ESSES CRISTÃOS LATINOS AMERICANOS APEGADOS A POBREZA COMO SIMBOLO DE FÉ CRISTÃ!! NASCEU NUMA MANGEDOURA PORQUE NÃO TINHA VAGA MESMO NAS HOSPEDARIAS!! AGORA O QUE ME IMPORTA, É SABER O QUE ESTE MENINO, AGORA HOMEM, FEZ, FAZ E FARÁ POR MIM!! Palavras gritadas, por vc, eu hein! Cala a boca Ele não tem que fazer nada pra vc! Ele já fez, ou pra vc não basta, a obra da cruz!

    ResponderExcluir
  22. joelma Guerra...
    Só, pra vc saber, Natal é bíblico, sim!
    Leia, lucas 2.
    E se isso, não for um culto de adoração e ação de graças, me diga vc, o que é?
    E naquela noite teve, palavra,louvor,adoração reverencia e melhor, quem esteve lá foi mudado, pois saíram de lá dando testemunho do milagre!
    Vc pode, não comemorar desde que, devolva o feriado o presente da empresa e tudo de pagão que vem com o natal, ai quem sabe vai ter coerência, tá. Ninguem aqui, disse pra adorar papai noel e coisas que foram adicionadas ao longo do tempo, más cultivar em seu coração a alegria do natal, e se natal é todo dia, porque não, no dia de natal?
    Sua ignorante !

    ResponderExcluir
  23. A Ilma
    Dani Bereana
    Acho que antes mesmo contestar ou não concordar vc poderia almenos pesquisar se é que vc seja capaz de fazê-lo.
    Sou uma pessoa que conheço é creio também no evangelho.
    Apenas não compactuo com leis Humanas.
    A questão aqui não é a veracidade dos fatos, sabemos que nosso salvador nasceu viveu e morreu por pecadores, nem tão pouco discutimos a divindade deste evento, como vc se julga não tão ignorante deveria sim saber que esta data foi instituída pela igreja católica não sei na sua bíblia mais na minha não há nenhuma citação de este dia ser no dia 25 de dezembro e não esta intitulada como natal.
    Natal ou Dia de Natal é um feriado comemorado anualmente em 25 de Dezembro (nos países eslavos e ortodoxos cujos calendárioseram baseados no calendário juliano, o Natal é comemorado no dia 7 de janeiro), originalmente destinado a celebrar o nascimento anual do Deus Sol no solstício de inverno (natalis invicti Solis),[2] e adaptado pela Igreja Católica no terceiro século d.C., para permitir a conversão dos povos pagãos sob o domínio do Império Romano,[3][4][5] passando a comemorar o nascimento de Jesus de Nazaré[6
    Jesus nasceu em 25 de dezembro?
    Nem a data de 25 de dezembro, nem qualquer outra data de nascimento de Jesus é mencionado na Bíblia. Não era até o ano 530 dC que um monge, Dionísio Exigus, fixa a data do nascimento de Jesus em 25 de dezembro. .
    "Ele erroneamente datado do nascimento de Cristo de acordo com o sistema romano (ou seja, 754 anos depois da fundação de Roma), como 25 de dezembro, 753". (Encyclopedia Britannica, 1998 ed.) Esta data foi escolhida em consonância com as férias já doutrinados em crenças pagãos.
    Pagãos romanos celebravam 25 de dezembro como o nascimento de seu "deus" da luz, Mitra.
    "No século A. 2. D., ele (mitraísmo) foi mais geral no Império Romano que o cristianismo, ao qual deu muitas semelhanças" (The Encyclopedia Concise Columbia, 1995 ed.)
    Outros pagãos 'deuses' nascido em 25 de dezembro são: Hercules, filho de Zeus (gregos); Baco, "deus" de vinho (Romanos); Adonis, "deus" dos gregos, e Freyr "deus" do grego-romana pagãos .
    No século IV, o Papa Júlio I instituiu o dia 25 de dezembro para a comemoração do Natal. Sua celebração oficial foi decretada pelo Papa Libério, no ano 354 d.C. Isso não significa que Jesus tenha realmente nascido neste dia.
    Querida, já que vc discorda da palavra crie uma escritura particular para se deliciar na sua inteligência e arrogância.
    Aproveite e anexe um capitulo
    Bem aventurado os burros e arrogantes, pois quem sabe herdarão o reino de Deus.

    Espero que minha ignorância possa lhe inspirar!
    Lamento sobrepor sua "inteligencia"...

    Bjus.. Natalinos para vc tambem.
    Sorry.

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. Se o fundamento daquilo que apoiamos não é a Palavra de Deus, então é melhor ficar calado. Fazer comentários sem usar adequadamente as Escrituras, serve, apenas, para estimular aqueles que as "usam" em busca dos seus interesses egoístas e não os interesses de Deus. Fomos alcançados pela graça de Deus, não para nos moldarmos a uma cultura pagã, e sim para criarmos uma contra-cultura. Estou cansado de vê argumentos puramente baseados em uma tradição que nada tem a ver com a verdadeira igreja fundada por Cristo. Por favor, não me diga que uma posição contrária a esta festividade seja uma invenção do pentecostalismo ou neo-pentecostalismo. Fazer tal afirmação é rotular os cristãos primitivos em um destes dois blocos, que, diga-se de passagem, não tem nenhum apoio bíblico. Outra coisa importante: Não precisamos de "ritos de inversão" pra que os valores sejam mudados, e sim de homens e mulheres cheios do Espírito, cujo caráter reflitam a gloriosa vida de Cristo.
    "O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai." Fp.4:9

    ResponderExcluir
  26. Joelma Guerra
    Continuou não entendendo, nada!
    Esta escola, que você está, eu já me libertei, faz tempo, ou, você acha, que não tenho essa apostila, que conta tudo sobre os deuses do mundo antigo, onde” estão” e como a igreja Católica incorporou o paganismo. E que só prega lei, e o capitulo da graça, foi esquecido. Eu, como você, já vi, demônio em tudo.
    A questão, que você, continua a desconhecer é que, é possível, e devemos pelo menos ver, no natal uma oportunidade de dar graças a Deus, pois um dia, Ele teve misericórdia de nós, e enviou Jesus. O feriado de natal é no mínimo uma excelente oportunidade de ter comunhão com nossa família e alegrar-nós com Deus, e com a lembrança do dia em que Ele nasceu cumprindo assim, a promessa de um Redentor. Ou, isso é proibido, também ?!
    Se, você não sabe "quase todo dia " é consagrado a uma entidade, inclusive o próximo domingo. E, você não deixa de ir a igreja por isso?
    Como você é muito versada, conhece tudo da historia da igreja, deve saber que esta "coisa" de não comemorar o natal foi e, é, largamente difundida por igrejas, que tem a doutrina da quebra de maldições ou outras que se tornaram judaizantes ou as duas. ISSO NÂO É BIBLICO.
    Pra que, demônio, pra usurpar o lugar de Deus, se o cristão mesmo, entrega!
    Você não entendeu em nada o texto, e nem se esforçou pra isso . Quem foi burra e arrogante, foi você, quando, xingou a autora por “tabela”e finalizou seu comentario dizendo que ela não era sua irmã em Cristo, pois a mesma, comemora o natal ... suas palavras sobre o texto ... “ achei ele preconceituoso e capcioso”... e mais, determinou o tom dos comentários seguintes ... suas palavras novamente ...” Lamentável não tem nenhum fundamento bíblico a luz de nossa escritura .
    Pode não ter data determinada na bíblia, más fundamento, tem e muito. Se você não entendeu, é uma pena!
    Ignorancia, é o estado de quem, desconhece algo, que claramente é o seu!
    Vai um link aqui, do Genizah, mesmo, que pode te esclarecer melhor, ai quem sabe seu argumento fica melhor!
    http://www.genizahvirtual.com/2009/12/natal-celebrar-ou-nao.html
    Só lembrando: uma das maiores acusações que Jesus fazia contra os fariseus era o de serem hipócritas, ou seja, detonavam Jesus mas talvez lhe desejassem “a paz” ou “bênçãos” no final dos embates, aliás verbalizando o que faziam normalmente, que era dar uma de santos mas agirem como demônios. Pensemos nisso, pois ser hipócrita e tentar mostrar uma espiritualidade no final das mensagens, após agir com ironia e desprezo durante o resto do texto não é uma atitude que agrada a Jesus.
    Como não sou hipócrita, minha oração continua sendo para que Deus abra os olhos do Seu povo. Guias cegos! que coais um mosquito e engolis um camelo mateus 23:24
    Dani Lima

    ResponderExcluir
  27. Genizah, postei um comentário, resposta para joelma Guerra, e não fica disponível pra visualização,porque ?

    ResponderExcluir
  28. Joelma Guerra
    Como você, se deu ao trabalho, de me mandar um email, com seu comentário, já postado aqui, más com uma observação tão "gentil"! Não contida aqui, no Genizah!

    Palavras suas ... " PS. Não me chame de ignorante!vc não me conhece arrume outra pessoa para vc criar um palquinho prá se aparecer esta não é e nunca foi minha intenção.
    Creia eu tambem não nego FOGO!
    Bjus Sorry.

    Sendo assim, me senti no direito de lhe devolver o email, porem tudo disse as claras, faço minhas as palavras de meu Mestre.
    "Eu falei abertamente ao mundo; sempre ensinei nas sinagogas e no templo, onde todos os judeus se reúnem. Nada disse em segredo.Jõao18:20

    E como você, se mostrou chegada a um fogo, lhe deixo de lambuja, mais um texto pra "meditar"...
    Sem lenha o fogo se apaga; sem mexericos a briga se acaba. Como carvão sobre as brasas e lenha no fogo, assim é o briguento para atiçar uma briga Provérbios 26.20,21
    Dani Lima

    ResponderExcluir
  29. Agem com arrogância os que ensinam aos outros o que eles próprios desconhecem. Quem não sabe para si, não ponha escola."

    Não há nada mais tenaz que um bom ódio

    "Temos bastante religião para nos odiarmos, mas não o suficiente para nos amarmos." (Jonathan Swift

    ResponderExcluir
  30. O que mais me chamou a atenção foraam os comentários, e lá vai o meu: comemorar com festa e presentes o Natal é de escolha pessoal. Penso que Natal é todo dia, pois Jesus nasce no coração de milhares de pessoas a cada dia, e naqules em que ele já nasceu, deve haver um rcordar diário deste fato - "trazer à memória o que pode me dar esprança" (o texto está sm contexto, porém, não está sendo utilizado para heresias). Quanto a ser uma data escolhida pela Igreja Católica Apostólica Romana, e ser um dia em que se comemoravam e comemoram coisas pagãs, é verdade apenas em parte. Não estou certa, mas parece que 25 de dezembro é dia em que o antigo Templo de Salomão foi reinaugurado após sua reconstrução (V.T.); outro detalhe importante, é em termos de questionamento: quando a data foi escolhida já havia ocorrido a Reforma Protestante? Parece que não, então, foi a Igreja Cristã da época, que em consenso, adotou a data. Penso que devemos parar de colocar tudo que discordamos, que foram estabelecidas há séculos, como da Igreja que tem sua sede em Roma. Sou evangélica, estudante de Teologia e graduada em Psicologia (digo isto somente para aqueles que possam vir a dizer que é mais um evangélico ignorante a postar um comentário - lembremos que IGNORAR, de onde vem a palavra ignorante, significa DESCONHECER). Como cristãos, não podemos é entrar no espírito que vem envolvendo a data na qual se comemora o nascimento de Jesus, quee é um espírito capitalista, de gastar o que não se tem. Mas quem quiser mudar o dia, mude; e quem não quiser comemorar é livre para isto, pois liberdade é o que temos em Jesus Cristo.
    Áurea.

    ResponderExcluir
  31. Esta implicância com o Natal é indicativo do nível da influência que os modernos judaizantes alcançaram dentro da igreja. Durante séculos o final de cada ano foi marcado pela mensagem do evangelho histórico, repleta de santidade, de mistério, de amor e bondade. Geração após geração era atraída e tocada pela mais bela história de todos os tempos, corações se comoveram, mentes foram convertidas, vidas foram salvas. Até que os legalistas retornaram, depois de ficarem entocados durante muito tempo. Voltaram pois perceberam o enfraquecimento da igreja, circunstância ideal para espalhar o joio mosaico por entre o trigo de Cristo.

    ResponderExcluir
  32. Bráulia Ribeiro perdeu a oportunidade de ficar calado só falou besteira

    ResponderExcluir
  33. "De como os evangélicos vão ficando cada vez menos humanos e trabalham sem saber para a desevangelização do Brasil." Essa frase expressa fielmente a verdade.

    ResponderExcluir
  34. A decadência dos símbolos tradicionais da festa natalina, e até o desprezo puro e simples por esta data comemorativa, está fortemente relacionada a uma cada vez mais forte tendência judaizante nas hostes do cristianismo evangélico.

    Arquétipos (símbolos que estão enraizados no inconsciente coletivo) como a árvore e o presépio, por exemplo, passo a passo e em velocidade espantosa vêm sendo substituídos por menorás, mezuzas e outros badulaques da religião judaica.

    Para maiores informações, assistir ao vídeo do Pastor Áureo Vieira no Youtube:

    http://www.youtube.com/watch?v=GKbEVuh74XE

    ResponderExcluir
  35. Apesar de todo o paganismo nessa comemoração cristã, não creio que seja pecado, de maneira nenhuma , quem comemora ou não. É bom que os povos se lembrem que num dia o Filho de Deus tabernaculou entre os homens. Lindo texto, Bráulia.

    ResponderExcluir
  36. Apesar de todo o paganismo nessa comemoração cristã, não creio que seja pecado, de maneira nenhuma , quem comemora ou não. É bom que os povos se lembrem que num dia o Filho de Deus tabernaculou entre os homens. Lindo texto, Bráulia.

    ResponderExcluir
  37. onde na biblia diz para comemorar o natal? onde na biblia tem a data certa do nascimento de Cristo? nao encontrei essas fontes, qual a ligação do natal com o nascimento de Jesus?
    toda a comemoração do natal vem da reverencia ao Deus sol deidade pagã. Sem essa de que natal prioriza bons valores, eh uma festividade pagã, como todas as outras muitas datas celebradas por religiões que foram corrompidas pelo sistema e pelo tempo

    ResponderExcluir
  38. Que tal celebrar o carnaval, festa junina,carimbo, etc,etc.. A igreja primitiva nunca comemorou o nascimento de Jesus essa pratica veio da Igreja Catolica. Mas hoje vale tudo em nosso meio. Até SEX SHOPIG

    ResponderExcluir
  39. PARA BRÁULIA RIBEIRO,

    GOSTARIA QUE ME PROVASSE DENTRO DA PALAVRA DE DEUS O DIA 25/12, COMO SENDO O DIA DO NASCIMENTO DE JESUS.

    CASO VOCÊ NÃO CONSIGA ESSA DATA PASSA A SER UMA MENTIRA E PELA PALAVRA DE DEUS, o pai da MENTIRA é o diabo, satanás, BEM, É O QUE ESTÁ NA PALAVRA DE DEUS E NÃO SOU EU QUE ESTOU ESCREVENDO.

    NADA CONTRA QUEM COMEMORA, MUITO PELO CONTRÁRIO AS PESSOAS E OS IRMÃOS TEM A LIBERDADE DE FAZER O QUE FOR DA SUA VONTADE.

    MAS É BOM ESCLARECER COM RELAÇÃO A DATAS QUE NÃO ESTÁ NA PALAVRA, E PELO QUE SEI DEUS NÃO NOS ORDENA COMEMORAR O NASCIMENTO DE SEU FILHO, OUTRA COISA, CASO EU ESTEJA ERRADO MANDE A PASSAGEM PARA QUE EU POSSA TER O ENTENDIMENTO.

    TUDO SE BASEIA NA PALAVRA E NÃO NO ACHISMO OU NAS COISAS DESTE MUNDO, ESTAMOS NO MUNDO MAS NÃO SOMOS DO MUNDO.

    GRAÇA E PAZ!!

    CONTATO:

    alexandre.britto01@gmail.com

    ResponderExcluir
  40. A maioria dos cristãos são essencialmente antissociais.

    Otto

    ResponderExcluir
  41. Não entendo essa leréia a respeito dessa festa, Jesus nasceu entre abril e maio, pois a data da páscoa judia está entre esses meses do nosso calendário, que concide com a palavra "cordeiro de Deus", é seria impossível para os pastores que viram a estrela estarem fora com suas ovelhas, pois em dezembro é inverno, faz frio e neva na região do oriente, e Jesus nasceu em uma manjedoura, no estabulo, sem animais, portando, hoje se comemora o solstício de inverno, onde é celebrado o nascimento de Ninrode, mas celebrem o que quiserem, cada um faz o quê quer, e daí.

    ResponderExcluir
  42. A igreja ... precisa voltar a JESUS... infelizmente o q acontece eh que estao criando mais novas leis do que os judeus criaram.... eh tanta bagunça e baboseira que ta dando nojo.... sinceramente... por crer na simmplicidade do evangelho e na luberdade que Cristo veio trazer, nao consigo mais entrar numa igreja evangelica ..... sei que tem muitas otimas mas na boa... ja fiz tanta besteira em nome da religiao... que me sinto profundamente lesado pela mesma.... quando comecei a enxergar discrepancias terriveis ( por favor nao sou teologo e nem exegeta' falo de vida) no modo de viver que CRISTO projetou para sua igreja e pelo que eh vivido.... tive que fazer uma escolha.... ou aderir a bagunça ou dar um tempo pra nao acanar " escandalizando" algum varao... como gostam de ser chamados.... e aonda mais quando vemos qualquer alerta ser bombardeado com exegeses de teologos de Ead... que eh bestificante.... graças a Deus que na minha primeira aula do cursinho teologico o irmaozinho ja disse que jesus cristo era pra indicar o homem jesus e Cristo Jesus a gente so podia usar quando falasse do Jesus crucificado... parei na hora... pq base biblica so eh cobrada pra defender certas posturas ... mas para ensinar heresias dentro da casa de Deus ainda vale o famoso achometro ou entao apela pro grego qur ninguem entende mesmo..... me perdoem mas espero sinceramente que esse lixo que se tornou a igreja evangelica possa ser restaurado logo.... quem sabe nao era hora de uma bela perseguiçao pra dar um pouco de objetivo e clareza na missao da igreja... que como corpo de Cristo eh amar e buscar o perdido e nao se colocar acima destes .... Mario Jorge Franco... maryofranco.13@gmail.com

    ResponderExcluir
  43. Mas o q ainda mais me choca eh o orgulho impregnado em alguns comentarios, alias ate no facebook vejo isso... pessoas cheias de saber e tb de si..... odio sublinhando cada palavra..... e tudo para a defesa da fe.... gente esse tipo de fe nao interessou a Jesus e nao deveria interessar hj...... ps.... cada vez mais desiludido com este invangelio que ta por ai..... desculpe nao resisti e escrevi errado.... o porque? Eh so pensar

    ResponderExcluir
  44. Dies Natalis Solis Invicti!!!

    ResponderExcluir
  45. Satanizaram o natal? Balela! Na verdade, o que a grande Babilônia vem fazendo ao longo dos últimos 20 séculos é tentar cristianizar essa festa pagã e idólatra. Não há UM só registro, entre os escritos de Paulo, Pedro e João, que faça referência a essa festa. E nem poderia: Isso é consequência da degradação da igreja e aqueles irmãos já haviam morrido. Após a igreja ter se unido ao poder político e tornar-se a poderosa Igreja Católica Apostólica Romana, sendo o braço religioso do Império Romano, várias práticas pagãs foram se incorporando à prática da vida da igreja. Entre elas, e principalmente, a idolatria, da qual o natal faz parte. Com a reforma, houve uma ruptura com o poder político e a restauração de várias verdades bíblicas que estavam cobertas pela poeira dos séculos, mas boa parte das práticas pagãs foram mantidas. Comemorar natal é, na minha opinião, uma atitude idólatra. Mas há muito mais pessoas que não vêem assim. Que fazer?

    ResponderExcluir
  46. Braulia, Paz e bem. Gostei do Post. À primeira vista pareceu bem claro pra mim. Uma visão protestante do Natal que não é diferente da minha ( Católica). Lí o artigo todo para entender melhor um pouco da fala cética dos meus colegas de trabalho que praticam a fé protestante. Quando parti para ver os comentários percebi que imaginei que haveria mais concórdia que discórdia nos comentários. Me enganei.
    Uma pena, pois com a "tradição" dos corais batistas e presbiterianos seria lindo uma cantata de natal.

    ResponderExcluir
  47. De todas as festividades ordenadas por Deus ao seu povo, a única que não houve nenhum acontecimento que determinasse o seu cumprimento, é a Festa das Tendas, também conhecida como Festa das Cabanas, Festa dos Tabernáculos ou Festa do 7º Mês. Essa Festa tinha como principal sentido as celebrações de agradecimento a Deus pelo sucesso das colheitas na terra de Canaã e o seu cumprimento aponta para a Colheita Final que será feita pelos Anjos. É o arrebatamento do povo de Deus, citado no livro de Mateus 13:30-43.

    “Celebrem a Festa das Cabanas durante sete dias, depois que ajuntarem o produto da sua colheita. Alegrem-se nessa festa com os seus filhos e as suas filhas, os seus servos e as suas servas, os levitas, os estrangeiros, os órfãos e as viúvas que vivem na sua cidade. Durante sete dias celebrem a festa, dedicada ao Senhor, ao seu Deus, no local que o Senhor escolher. Pois o Senhor, o seu Deus, os abençoará em toda a sua colheita e em todo o trabalho de suas mãos, e a sua alegria será completa.” Deuteronômio 16:15.

    Muitos religiosos cristãos, por não conhecerem plenamente as Escrituras ou por negligenciarem as ordenanças Divinas, acabam criando eventos para celebrarem e agradecerem a Deus. Mas, deixar de celebrar uma Festa que Deus ordenou para celebrar outra conforme a nossa conveniência, implica na reprovação que Jesus fez aos fariseus: “E Jesus acrescentou: Vocês são bem espertos para deixar de lado o mandamento de Deus a fim de guardarem as tradições de vocês.” Marcos 7:9. Na profecia de Zacarias a promessa e a ordenança são feitas para o tempo dos gentios convertidos a Deus, e nós vivemos hoje o tempo dos gentios:

    “E acontecerá que, todos os que restarem de todas as nações que um dia vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorar o Rei, o Senhor dos Exércitos, e para celebrarem a Festa das Tendas. E acontecerá que, se alguma das famílias da terra não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o Senhor dos Exércitos, não virá sobre ela a chuva. E, se a família dos egípcios não subir, nem vier, não virá sobre ela a chuva; virá sobre ela a praga com que o Senhor ferirá os gentios que não subirem para celebrarem a Festa das Tendas. Este será o castigo do pecado dos egípcios e o castigo do pecado de todas as nações que não subirem a celebrar a Festa das Tendas.” Zacarias 14:16-19.

    ResponderExcluir
  48. De todas as festividades ordenadas por Deus ao seu povo, a única que não houve nenhum acontecimento que determinasse o seu cumprimento, é a Festa das Tendas, também conhecida como Festa das Cabanas, Festa dos Tabernáculos ou Festa do 7º Mês. Essa Festa tinha como principal sentido as celebrações de agradecimento a Deus pelo sucesso das colheitas na terra de Canaã e o seu cumprimento aponta para a Colheita Final que será feita pelos Anjos. É o arrebatamento do povo de Deus, citado no livro de Mateus 13:30-43.

    “Celebrem a Festa das Cabanas durante sete dias, depois que ajuntarem o produto da sua colheita. Alegrem-se nessa festa com os seus filhos e as suas filhas, os seus servos e as suas servas, os levitas, os estrangeiros, os órfãos e as viúvas que vivem na sua cidade. Durante sete dias celebrem a festa, dedicada ao Senhor, ao seu Deus, no local que o Senhor escolher. Pois o Senhor, o seu Deus, os abençoará em toda a sua colheita e em todo o trabalho de suas mãos, e a sua alegria será completa.” Deuteronômio 16:15.

    Muitos religiosos cristãos, por não conhecerem plenamente as Escrituras ou por negligenciarem as ordenanças Divinas, acabam criando eventos para celebrarem e agradecerem a Deus. Mas, deixar de celebrar uma Festa que Deus ordenou para celebrar outra conforme a nossa conveniência, implica na reprovação que Jesus fez aos fariseus: “E Jesus acrescentou: Vocês são bem espertos para deixar de lado o mandamento de Deus a fim de guardarem as tradições de vocês.” Marcos 7:9. Na profecia de Zacarias a promessa e a ordenança são feitas para o tempo dos gentios convertidos a Deus, e nós vivemos hoje o tempo dos gentios:

    “E acontecerá que, todos os que restarem de todas as nações que um dia vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorar o Rei, o Senhor dos Exércitos, e para celebrarem a Festa das Tendas. E acontecerá que, se alguma das famílias da terra não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o Senhor dos Exércitos, não virá sobre ela a chuva. E, se a família dos egípcios não subir, nem vier, não virá sobre ela a chuva; virá sobre ela a praga com que o Senhor ferirá os gentios que não subirem para celebrarem a Festa das Tendas. Este será o castigo do pecado dos egípcios e o castigo do pecado de todas as nações que não subirem a celebrar a Festa das Tendas.” Zacarias 14:16-19.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO: Comente usando a sua conta Google ou use a outra aba e comente com o perfil do Facebook

emo-but-icon

Página inicial item