681818171876702
Loading...

Jesus e a monstruosidade do vazio



Alan Brizotti

“Está em mim a minha ajuda, agora que me desamparou todo o auxílio eficaz?” (Jó 6.13)

Certo homem, numa manhã ensolarada, acendeu uma lamparina e foi para o mercado central de sua cidade gritando alucinadamente: “Procuro Deus, procuro Deus!” O que leva um homem a tomar tal atitude? Estamos vivendo a “era do vazio”. Cada vez mais os homens procuram meios para preencher o vazio de suas almas. Se o século XX foi considerado “a era da ansiedade”, o século XXI já nasceu sob o estigma de “era do vazio”.

O vazio assusta. Com um humor irônico, uma das famosas “Leis de Murphy” diz que “sempre que houver uma superfície vazia, alguém vai achar alguma coisa para colocar em cima”. O vazio incomoda. Esse sentimento estranho de que a vida está acinzentada, de que o céu perdeu o encanto, de que as estrelas perderam a graça faz com que a humanidade viva um dilúvio de dramas, depressões e loucuras.

Pessoas que, ao chegarem em casa ligam, ao mesmo tempo, a televisão, o aparelho de som e todo tipo de parafernália sonora, tudo com o único objetivo de fugirem da solidão, do vazio, do encontro pessoal. O vazio tem o estranho talento de puxar as cartas e derrubar nossos castelos. É o espelho estilhaçado da alma. Em sua vitrine, os produtos não seduzem, a beleza é inútil, o rosto passa a ser ignorado. Quando atravessamos sua ponte frágil, a vida parece perder o sentido.

Nietzsche, o filósofo alemão, em seu leito de morte, bradou: “Chamem uma multidão de pessoas porque o silêncio dói”. O incrível do vazio é que ele é aliado da totalidade, vaza para todas as áreas, como uma enchente feita do nada, uma tempestade de sombras que projetam a dor e o acaso. Nossa esperança está no fato de que Cristo enfrentou a face deformada do vazio e nos ofereceu a nova vida, plena, em seu abraço.

Na cruz, Jesus muda a essência da dor humana, absorve toda a potência que a monstruosidade do vazio podia apresentar e abre as portas do consolo e do carinho. Não existe um vazio capaz de engolir o coração de Cristo, portanto, o coração de Jesus é o lugar da vida, do alívio e da esperança. O próprio Jesus, conhecendo a turbulência que existe em nossa interioridade, disse: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas” (Mt. 11.29).

O vazio pode assustar, amedrontar e incomodar, mas termina quando a presença de Deus preenche as fontes da nossa existência. Nenhum vazio pode destruir a alegria da graça de Deus! Jesus é Deus preenchendo de conteúdo nossa insignificância. É o Tudo no nada!


Alan Brizotti, escreve para Genizah




Artigos 8775347891820097605

Postar um comentário

  1. Profundo e verdadeiro. Muito bom ler isto!

    ResponderExcluir
  2. Oi Danilo,Paulo não fraqueja,e eu tb não.Todos nós temos um pouco de desvios,somos valentões e aparentamos ser malucos,até encontrar um mais maluco ainda - e vc Danilo encontrou! Eu não sou discipulo de Severo,tive alguns desencontros com ele,houve porrada frontal,mas nesta causa do Haiti,ele e o Consul e eu temos a mesma opinião contrária a sua.Mas vc um teológo negar que Deus não deve usar elementos da natureza para punir,é desconhecer as Escrituras,e Severo citou as Escrituras e vc desprezou.Renê Kivitz escreveu um livro que diz;Que toda a verdade está na Bíblia,mas nem toda a verdade está na Bíblia.A declaração do Consul não foi açodada,ele é representante do Haiti no Brasil, conhecedor melhor do que nós dos problemas,e ele viu o que nós não vimos e expressou e coincidiu que Pat Robertson tb emitiu a mesma opinião.Claro que há um conjunto somatório de maldições sobre o Haiti e tb sobre o Brasil,nós religiosos nos recusamos a ver,mas há.O Vodu é a religião nacional do Haiti,a oficial ainda é o Catolicismo Frances.A feitiçaria é abominação ao Senhor diz as Escrituras em todo o livro de Apocalipse é só examinar ,ler ,engolir e deixar o Espírito digerir em nosso interior.No Capítulo 6:10 temos alguns irmãos orando o que?
    Onde? Debaixo do Altar,pedindo o que ? Juízo,e qual foi a resposta? Terremotos,trovões,relampagos e vozes,dá pra entender - irmãos em Cristo orando pedindo vingança lá no céu,e Deus no capitulo 8 respondendo ? Entendes tú o que Lês? Ora,a nossa cosmovisão bíblica precisa de ser relevante no trato e evitar 'palpites'tradicionalistas e denominacionalistas.Severo tem os seus erros,mas ele está fazendo um trabalho que nós não fazemos - cabe a nós confrotá-lo qdo ele desviar da rota, neste caso não houve desvio,e ele não é pregador da prosperidade irresponsável,o meu desencontro com ele foi na área de homossexualismo,o modo dele abordar.Eu tenho um irmão gay(bi-sexual) que mora em São Francisco,EUA,e sei que ele luta para abandonar,ele é casado,tem dois filhos bem encaminhados,eu oro por ele,e tenho compaixão dele,e digo e vou mais longe, Abraão intercedeu por Sodoma,o nosso pai na fé.Fiz tb estágio qdo estudava no Seminário em Sp,na Praça Ramos de Carvalho,Sp no meio das prostitutas e uma delas se converteu pra valer,e nós tivemos que arrumar um lugar para ela ficar,e isso foi feito,então tínhamos notícias que a sua conversão foi genuína,mas o tal 'evangelho'que nós proclamamos não é suficiente para esse tipo de gente que Jesus ama e diz que vai anteceder nós no céu, vc acredita ? A maldição do Brasil tem haver com a herança religiosa,e mais grave é o culto a sensualidade todos os anos no Carnaval,e nós o que fazemos? Nos recolhemos em acampamento para 'estudar' a Palavra e o Diabo dança,mata e se diverte.Chuvas torrenciais em São Paulo,Rio com desabamentos,mortes,feridos e desabrigados,isso todos os anos - não é maldição o que é então? Qual é o nome que vamos dar ? Juízo,bênção,fatalidade da natureza qual delas ? Ora bolas,Vamos Orar ?
    Um abraço,tito from brasília.
    sem sal e com pimenta.

    ResponderExcluir
  3. Caro Tito, não confunda aquilo que o Julio "disse que eu disse" com aquilo que eu disse. Leia os dois posts aqui sobre o assunto, o do Pat e o dirigido ao Julio e verifique (não esqueça os comentarios, por favor). Esta longe um dia de um calvinista como eu discutir a Soberania do Criador. Minha briga é em relação a misericordia para com as vitimas, nosso impedimento Bìblico de nomear qualquer motivaç~~ao de Deus para Seus atos e nosso mandamento para ser sal na vida espiirtual dos aflitos e consolo na vida material. As atitudes do Julio "calça apertada" não se coadunam com o esperado.

    Abração.

    ResponderExcluir
  4. O vazio que assola as pessoas hoje, como já disseram, "é um buraco do tamanho de Deus"!

    Paz***

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, mas digo que também existem muito cristãos vazios de coração!

    O tambor faz muito barulho mas é vazio por dentro.

    Fica na paz!!

    ResponderExcluir
  6. O que nos separará do amor de Cristo?
    Nem a ausência desse amor por nossa parte impede, pois ele está sempre disposto á nos amar, e como já foi dito no comentário, é exatamente do tamanho do vazio que a pessoa sentir. Paz pra geral.

    ResponderExcluir
  7. Deus não é igreja nem templo nem culto, muito menos religião e dinheiro! Deus é subjetivo e acima de qualquer coisa temos que respeitar a crença de todos, sejam índios, hindus, budistas, cristãos, enfim, ouvir rock'n roll ou tomar uma cerveja bem gelada e ficar feliz é fazer o bem a sí e demostrar aos outros que mesmo voce não indo a igrejas ou a cultos ou não acreditando na existencia de Deus o que importa é fazer o bem!!!

    ResponderExcluir
  8. muito bom esse texto!!

    ResponderExcluir

ATENÇÃO: Comente usando a sua conta Google ou use a outra aba e comente com o perfil do Facebook

emo-but-icon

Página inicial item